Monday, July 08, 2013

E escrevo...
Que por escrever não sinto

esta distância que não posso controlar

escrevo de mim
escrevo de ti
que não te posso ouvir

escrevo de uma saudade
incalculável

escrevo porque me lês

E tu, escreves-me porque não te oiço

1 comment:

António said...

Obrigado pela visita e pelo comentário no meu humilde blogue